DIY: de bonecas a astronomia, faça você mesmo

DIY: de bonecas a astronomia, faça você mesmo

Uma das grandes conquistas da Educação nos últimos anos tem sido a (re)descoberta de que os alunos aprendem fazendo. O movimento Maker, o Tinkering (confira o video) e muitas outras iniciativas são prova disso.

A ideia é trazer de volta para casa e para a escola a possibilidade das crianças explorarem materiais, ferramentas, natureza… o que for, tanto para entender como funcionam mecanismos como para criar seus próprios projetos. Acima de tudo, o objetivo é provar que o aprendizado está no processo de criar, muito mais que no resultado final. É nesse processo que vão surgir questões, improvisações, experiências e, principalmente, a colaboração.

Leia mais: o iPad dá voz aos alunos

DIY.org: A melhor pessoa para ensinar uma criança é outra criança

DIY.org: A melhor pessoa para ensinar uma criança é outra criança

E essa colaboração pode ser entre as próprias crianças, incluindo as de diferentes idades, e entre os adultos – mas de uma forma menos professoral e mais de provocador. Ao invés de dar respostas e manuais, pais e Educadores podem dar ideias, incentivar novos modos de enxergar problemas e dar dicas de como achar uma solução. Com o advento da web, essa colaboração implica em compartilhar descobertas, pesquisar soluções e pedir ajuda também a pessoas que não estão necessariamente no mesmo lugar em que a gente.

Há alguns anos, um app incrível chamado DIY virou uma comunidade exatamente para esse tipo de trocas. As crianças criam, compartilham, opinam e se inspiram de modo seguro, entrando em contato com gente de todo o mundo e aprendendo por meio da autonomia e da busca pelo conhecimento daquilo que mais lhes atraem.

Projetos de Biologia: dissecando sapos

Dentro de cada área de interesse há desafios e ideias de atividades

Ao se cadastrar na comunidade (com autorização e área de acompanhamento de um adulto responsável), as crianças criam avatares e podem explorar áreas de interesse infinitas: desde explorador da natureza até hacker, astrônomo, filósofo, químico… Entrando numa das áreas, ele pode escolher os desafios de projetos propostos ou simplesmente olhar o que outras crianças postaram e opinar. Quando quiser, é possível postar suas criações, que podem ou não ficar abertas para receber estrelas, comentários etc.

Desafio de Biologia: dissecar espécimes

Desafio de Biologia: dissecar espécimes

É impressionante ver a quantidade de ideias bacanas que aparecem por lá e a qualidade dos experimentos. Crianças pequenas costumam realizar as atividades com pais ou irmãos mais velhos. Mas, a partir de 7 anos, há criações maravilhosas. Ao postar essas crianças também escrevem sobre o que fizeram e como – assim, estão treinando capacitações de apresentação, observação e comunicação.

Projeto: diorama com animais da era do gelo

Projeto: diorama com animais da era do gelo

Modo de fazer do Diorama

Modo de fazer do Diorama

Comentários de crianças sobre o projeto

Comentários de crianças sobre o projeto

O valor de aprendizado de participar dessa turminha é absurdamente rico. Para pais e professores, o DIY oferece fóruns e inúmeros mecanismos de ajuda, incluindo um guia sobre idades, segurança online e uma área de acompanhamento do que cada criança tem postado no site. Para os educadores: o site é uma fonte inesgotável de ideias de projetos para a sala de aula. O ideal é entrar no site e fuçar com calma e curiosidade. Porque as lições dessas crianças são importantes para nós, adultos.

Obs: apesar da plataforma web ser grátis, o app tem tradução para Português e permite acompanhar alguns conteúdos sem WiFi, sendo ideal para a sala de aula.

DIY iconDIY

Grátis. Também em Português. Uso independente: a partir de 9 anos.

Sem publicidade, sem compras internas, sem acesso desbloqueado a redes sociais (verificar guidelines de compartilhamento)

DOWNLOAD

 

1 Comment

  1. ipadfamilia » Pequenos construtores no iPad: Sago Mini Toolbox
    17/04/2015

    […] Leia mais: DIY. De astronomia a bonecas, faça você mesmo […]

    Reply

Leave a Reply