E-book, enhanced E-book e livro em app: o que é cada um deles, afinal?

E-book, enhanced E-book e livro em app: o que é cada um deles, afinal?

Quem entra de repente no mundo da leitura digital fica mesmo confuso. Há vários formatos diferentes de livros – dos mais simples aos mais incrementados. Vamos tentar deixar um pouco mais fácil essa história?

E-Book: é o livro digital mais simples que há. Apenas o livro impresso passado a limpo para um site ou celular e tablet. Geralmente, as editoras escolhem alguns títulos mais vendedores, pegam o mesmo arquivo que usaram para imprimir esses livros, e jogam no mundo digital. A vantagem, é ter o livro que você quer ler sempre à mão: é só baixar para o celular ou tablet e você pode ler quando quiser. E a maioria deles é grátis ou bem baratinha. Afinal, muito pouco investimento é feito para cria-los. Por outro lado, os títulos infantis quase não existem na loja brasileira da Apple… por enquanto!

Imagem

Enhanced E-Book: é o livro digital com alguns efeitos e recursos audiovisuais. Conforme você vai folheando o livro, pode tocar em alguns objetos para ouvir sons, ver alguma movimentação mais simples ou acessar links para blogs ou portais que falam mais sobre o tema apresentado. Um exemplo bacanérrimo desse modelo é o “Quem Soltou o Pum?“, da Cia das Letrinhas. Ele nasceu como livro de papel e depois ganhou a versão para iPad, muito bem produzida pela Tapps, com forte supervisão do casal de autores. Quem também oferece livros bacanas em Português é a Manati – a gente já falou sobre alguns livros deles aqui no blog.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=HEjPPOMdYm8]

Livro Aplicativo: é o formato mais cheio de recursos. A produção de alguns chega a requintes de filmes de Hollywood ou de games sofisticados. Há trilha sonora, locução dos personagens, sonzinhos, movimentações incríveis e, geralmente, jogos e outras opções de entretenimento que usam o conteúdo do livro: colorir, jogo da memória, grave sua própria narração e muito mais. Também oferecem conexão com redes sociais e são obviamente mais caros. Os nossos preferidos são Cinderela e Três Porquinhos, da Nosy Crow (em Inglês), que têm foco muito forte na experiência de leitura – as animações e interações são bem pensadas, e têm uma ligação forte com o texto.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=-O-k7p4e9XQ&feature=player_embedded]

Mas isso é apenas uma descrição de formato, ok? Como para todo e qualquer tipo de leitura, o importante é saber o que ler, quem escreveu e produziu, a pertinência com a faixa etária de quem vai ler, e qual o objetivo da experiência de leitura (algumas dicas importantes aqui).

Se o seu objetivo é incentivar a leitura, tendo a história como o elemento mais importante, os Enhanced E-Books podem ser melhores: eles têm recursos simples e criam menos distrações. Assim, os pequenos leitores prestam mais atenção à história.

Isso não quer dizer que livros em aplicativos não sejam instrumentos de leitura super-recomendados. A maioria oferece opções que criam diferentes tipos de leitura: você pode escolher “apenas ler”, “ler e ouvir a narração”, ou “ler e brincar”. As duas primeiras opções permitem que a criança foque na história e absorva o conteúdo, treine a leitura e entenda nuances dos textos. Depois, você pode liberar a versão “divertida” para eles brincarem aplicando o que leram em jogos e desafios. É uma ótima forma de rever o texto, repensar alguns detalhes da história e estimular a criatividade.

Recentemente, o Estadão publicou uma matéria com Roger Chartier, especialista em leitura infantil que acredita que os meios digitais criam novas maneiras de incentivar o hábito de ler. Nos Estados Unidos, uma pesquisa recente atesta que, pela primeira vez, a venda dos livros digitais tiveram crescimento maior que a de livros impressos. Somando essas informações a tantas outras, a sensação é de que os tablets estão permitindo que mais gente leia mais. Os livros infantis do iPad que eu sou “convidada a dividir” com minha filha são lidos, relidos, e novamente lidos – sempre com a mesma empolgação e sempre com alguma nova descoberta ou aprendizado. Acho que a tendência é ver um crescimento de oferta de títulos e possibilidades, além da redução dos preços desses aplicativos. E (dedos cruzados) um maior investimento por parte de editoras brasileiras. Pessoalmente, estou empolgada para ver o que vai acontecer de novo nesse mundo mágico.

 

Boa leitura – seja do formato que for!

4 Comments

  1. ipadfamilia » Auca Digital: livros-app que se adaptam a cada fase do leitor
    20/03/2015

    […] Leia nosso post sobre o que é eBook, app-book e enhanced book. […]

    Reply
  2. ipadfamilia » Nosy Crow: quando vale (muito) a pena comprar um app
    11/11/2014

    […] de hoje e de como isso poderia ser feito usando os recursos da tecnologia. O resultado é um livro-aplicativo que inclui a criança na narrativa: ela ajuda a construir as casinhas, pode soprar o microfone do […]

    Reply
  3. iPad Família » O Brasil descobre o iPad
    22/04/2014

    […] Manati tem uma série de aplicativos lindos e muito bem produzidos, quase todos com as ilustrações […]

    Reply
  4. Cesar Del Rio Junior
    18/07/2012

    Obrigado pela citação do jogo da Turminha Nota Dez! Agradecemos a força e o apoio, espero sempre poder colaborar com o site, que por sinal tem um conteúdo ótimo, parabéns!

    Reply

Leave a Reply