Tempo de tela para as crianças: quantidade x qualidade

Tempo de tela para as crianças: quantidade x qualidade

A gente tem um “credo” aqui no ipadfamilia no que diz respeito ao uso de iPad pelas crianças. Como equilíbrio é tudo na vida, não queremos crianças-zumbis que passam o tempo todo em frente a uma telinha, do mesmo modo que achamos que o uso da tecnologia é, sim, importante para os pequenos.

@adelaidenow

Um estudo recente, feito na California pela RAND, traz um capítulo falando exatamente sobre como controlar apenas o tempo em que as crianças usam suas telas não é eficiente. É importante saber como elas estão usando esse tempo. Afinal, o que é melhor: seu filho passar apenas 5 minutos num game de violência ou meia-hora num app educativo? Dito isso, a gente sabe que a tarefa de fazer um monitoramento de qualidade não é nada fácil. Além de estabelecer quando e por quanto tempo os pequenos podem usar o iPad, o smartphone, o video game, o computador ou a TV, é preciso saber que conteúdo eles estão acessando. Foi exatamente por conta disso que nasceu o ipadfamilia.

@scribblepressNós tentamos facilitar esse trabalho peneirando conteúdos bacanas para cada faixa etária, promovendo apps que respeitam a infância e que criem uma relação saudável entre a criança e a tecnologia. E não é fácil passar pela nossa peneira – confira nossos critérios básicos para receber nosso selo de aprovação:

  • • o app é apropriado para a faixa etária?
  • • a atividade é “engajante”, interativa e educacional?
  • • o app tem conteúdo inapropriado (violência, sexo…)?
  • • o app dá acesso desbloqueado a redes sociais, publicidade ou compras internas?
  • • o design é bem pensado e executado, oferecendo boa usabilidade para a criança?
  • • o preço condiz com o que o conteúdo oferece?
  • o app incentiva exploração fora da tela?
  • • é divertido???? (esse é bem importante!)

E é por isso também que inauguramos essa semana o selo Top Apps iPadfamilia. Sempre que achar esse selinho junto ao um app aqui no site,  você já sabe que é um conteúdo que amamos e recomendamos com segurança e entusiasmo. Ainda estamos recheando essa lista, portanto, mande sua dica de app preferido e ele pode ganhar um lugar especial por aqui.

selo aprovação.001

É importante lembrar que as telas não são iguais. A TV, por exemplo, é passiva – além de expor as crianças a toda aquela publicidade… Um iPad ou iPhone com apps bacanas é interativo – a criança pensa, escolhe, aprende e, muitas vezes, cria com o conteúdo oferecido. O tablet pode ser uma ferramenta incrível para começar o letramento digital, não só para a criança estar em compasso com o que vai ser seu ambiente de aprendizado, como também para desenvolver critérios próprios de avaliação de conteúdo, entender como funciona o ambiente digital e se preparar para cuidar de sua segurança.

A gente acredita fortemente que o iPad pode formar crianças protagonistas, empreendedoras e criadoras – algumas das competências que já são tidas como essenciais para o jovem nos dias de hoje.

collaboration securedgenetworks

Claro que limitar o tempo em frente à tela é importante. Mas é ineficiente sozinho. Se você se assegurar de ter só coisa boa no iPad, acaba ficando mais tranquilo porque sabe que está oferecendo um entretenimento de qualidade para a criançada. Procure usar os apps junto com eles ou usar os recursos do aparelho para criar conteúdo próprios. E confira nossas recomendações por aqui, claro 😉

 

@rand.org cover

 

Leia na íntegra o capítulo da pesquisa “Moving Beyond Screen Time: Redefining Developmentally Appropriate Technology Use in Early Childhood Education.” 

 

 

 

Leia mais sobre isso…

2 Comments

  1. ipadfamilia » Tutorial: como dar um app de presente
    06/10/2015

    […] – senão, esse desembolso vai ficar para os pais do presenteado! Para crianças, escolha apps sem publicidade e sem acesso desbloqueado a redes sociais, por conta de segurança. Aqui no ipadfamilia a gente apresenta essas informações para cada […]

    Reply
  2. ipadfamilia » Aprendendo em volta do iPad: apps de tabuleiro para a família
    26/01/2015

    […] os pais devem estabelecer o tempo máximo que seus filhos podem usar com gadgets (e […]

    Reply

Leave a Reply