Toca Boca em São Paulo: visitamos o Toca Life City offline

Toca Boca em São Paulo: visitamos o Toca Life City offline

Há muito tempo a gente é fã confesso do trabalho da Toca Boca. Basta dar uma busca aqui no site e ver quantos posts sobre os apps já fizemos ao longo desses poucos anos de ipadfamilia. Por isso tem sido muito bacana ver o pessoal lá de Estocolmo chegar cada vez mais perto do Brasil. No fim-de-semana passado, eles chegaram tão perto que pude visitar a cidade do Toca Life City ao vivo num shopping em São Paulo. Enquanto minha filha e as primas se divertiam naquele mundinho, eu pude ouvir o que Sherry Shen, Diretora de Marketing para as Américas, tinha a dizer sobre esse desenvolvedor incrível que vai muito além da “simples” produção de aplicativos infantis.

Leia mais: Borboletas no iPad

O papo começou com uma apresentação do estúdio, que cria brinquedos digitais para crianças desde 2011. De lá para cá, já são 28 apps baixados em 215 países, num número assustador de mais de 100 milhões de downloads. Com escritórios em São Francisco, Estocolmo e Nova Iorque, a Toca Boca faz parte do The Bonnier Group, uma empresa familiar que inclui jornais, revistas, televisão, cinemas e mídia digital.

Qual a mágica para conseguir esse resultado tão rapidamente com aplicativos infantis? Para mim, o segredo está no pensamento que norteia o trabalho desse pessoal: o foco está em promover criatividade, imaginação e diversão de forma aberta, ou seja, sem pontos, limite de tempo ou objetivos específicos. Cada app é uma espécie de playground. E quem convive com crianças sabe que elas adoram pegar materiais ou ambientes e explora-los livremente, criando histórias, reformatando os usos de ferramentas e inventando novas possibilidades. Junte a isso um ambiente seguro, sem propagandas ou links a redes sociais, e você tem um conceito de produto que é perfeito também para os pais ficarem tranquilos.

Leia mais: App infantil é coisa séria

Sherry Shen (imagem Toca Boca)

Alguns pontos que a Sherry Shen destacou na apresentação:

O foco do trabalho é a criança: eles testam tudo com crianças, desde a ideia inicial do app até o jeito que os usuários usam os recursos oferecidos – é importante lembrar que, por mais que a gente ache que sabe do que as crianças gostam, esses testes mostram que não sabemos nada. Além disso, criança é muito direta em suas críticas – se não gostarem de algo, simplesmente não vão usar. É melhor saber disso antes de por um app à venda, concorda?

Pequenos testadores

Pequenos testadores

Essa capacidade de saber ouvir seus usuários continua após o lançamento de cada app. É o caso do recém-lançado Toca Life: City, resultado de um trabalho em cima do feedback enorme recebido por crianças do mundo todo a respeito do que gostariam de ver no Toca Life Town. Ainda em cima desses retornos, foi possível lançar o novíssimo Toca Life: School, por exemplo.

A aproximação com o Brasil não é à toa: esse é um mercado gigante, com a maioria da população acessando conteúdo por mobile, ou seja – vale um investimento. Uma das vantagens da Toca Boca nesse sentido é o fato de que seus apps não são dependentes de um idioma específico: não há narração ou textos; eles podem ser usados por qualquer pessoa em qualquer lugar do planeta – isso facilita muito a entrada em novos mercados sem o trabalho e o custo de adaptação da linguagem, por exemplo.

• Os apps da linha Toca Life vêm agora com a possibilidade de gravar movimentos e narração: a criança pode criar uma história na tela e depois ver novamente, compartilhar com família e amigos e até postar em redes sociais (com a ajuda de um adulto). É um recurso simples que já existe em muitos apps, mas que ganhou uma dimensão maior no caso do Toca Life. Já existem canais do youtube e Instagram criados por fãs dos apps em que você pode ver histórias que eles criaram com os apps. É muito inspirador ver essas criações. Isso toca num ponto que o ipadfamilia acredita que precisa ser trabalhado em Educação: autoria infantil; a possibilidade de dar voz ao alunos, com liberdade de usar diversos meios para expressar suas ideias. Os resultados são sempre incríveis e as crianças têm uma sensação de empoderamento que muda muito a auto-estima, além de incentivar a colaboração e a comunicação com outras crianças. Clique para ver um exemplo.

 

Fãs brasileiros no Instagram

Por último, a parte que eu pessoalmente mais curto: a revista online da Toca Boca, que agora já tem versão em Português. Eles publicam novidades sobre educação, desenvolvimento infantil, brincadeiras e temas relevantes com muita leveza por lá. Aproveite e conheça aqui.

Toca Magazine

Toca Magazine

Depois do papo, nós e as crianças pudemos curtir um pouquinho do restaurante do Toca Life: City “ao vivo” – com comidinhas, bebidas e troca de ideias. Foi um evento simples e cheio de ideias bacanas. Assim como tudo o que é feito pela Toca Boca.

Obs: O ipadfamilia agradece pelo convite ao evento gratuito e, como sempre, confirma que os elogios são verdadeiramente nossos 🙂

Leave a Reply