Uma mãe contra o Google: o drama dos apps grátis que não são grátis

Uma mãe contra o Google: o drama dos apps grátis que não são grátis

Já dizia o poeta: nada é de graça. A sabedoria cai como luva para as lojas de aplicativos: a maioria dos apps gratuitos não são exatamente gratuitos.

Sawyer Rummelhart gastou US$ 66.88 jogando Smurfs no iPad da mãe (@DailyMail)

Sawyer Rummelhart gastou US$ 66.88 jogando Smurfs no iPad da mãe (@DailyMail)

É mais ou menos assim: seu filho pede para baixar um jogo no iPad e você fica feliz da vida quando vê que o app é grátis. O problema é que a maioria desses jogos oferecem compras internas – uma infinidade de opções de melhorar o jogo, destravar fases, acessar novos níveis etc. E cada simples compra dessa, além de cara, é feita com um simples toque na telinha do aparelho.

Tap Fish: apelação rendeu matéria irônica no Daily News

Tap Fish: apelação rendeu matéria irônica no Daily News

Uma criança com menos de 6 anos provavelmente não tem uma distinção muito clara entre o que é dinheiro virtual e dinheiro de verdade. Quando um bonequinho no iPad diz que você pode ganhar poderes mágicos fica irresistível comprar uma poção de verrugas de sapo. Principalmente se tudo o que a criança precisa fazer é tocar num botão de “yes”.

O que está errado nessa situação?

1. Essa é uma das táticas de ganhar dinheiro mais baixas que existe. Quando eu era pequena, vivia ouvindo que não era para aceitar bala de estranhos. Aqui, a estratégia é a mesma: oferecer algo grátis e depois começar a cobrar para os pequenos continuarem usando o jogo. O cenário é pior se os amiguinhos ficam comparando seus recordes. Você não ia querer comprar o que tivesse pela frente para ficar em primeiro lugar?

2. Se você acha que é exagero fazer alarde por compras de apenas US$ 1,99, saiba que essas compras são recorrentes e progressivas. Alguns games oferecem pacotes de US 100,00. Não é à toa que Candy Crush Saga teve lucro de 1.5 bilhão de dólares no ano passado.

Apple deixa as coisas mais claras

Apple deixa as coisas mais claras

3. A Apple tem trabalhado para diminuir essa prática em apps infantis mas a ficha não caiu ainda no Google. Uma mãe americana resolveu processar a empresa ao receber a fatura do cartão de crédito e perceber que o filho gastou US 66 comprando cristais digitais no Marvel Run Jump Smash!. Ela pede que a Google Play pare de permitir compras livres de restrições em apps infantis.

4. Agora, o que está muito errado nessa história toda são os pais. A gente precisa saber o que está oferecendo às crianças. Infelizmente, não dá para simplesmente baixar o jogo sem pensar duas vezes. Dá uma olhada no que você deve conferir. São coisas simples de checar e fazem a diferença.lista.001

 Aqui no site a gente inclui essas informações nos posts sobre apps infantis. E, pela nossa experiência, app infantil bacana é feito por desenvolvedores que respeitam a criança. Ao invés de deixar o app gratuito para depois empurrar compras em cima dos pequenos, eles preferem cobrar um valor justo (e, geralmente, bem razoável) e oferecer o conteúdo completo e livre de propaganda, link para redes sociais, milhares de comprinhas aqui e ali. São produtores que aderem a regras ainda não-oficiais sobre proteção digital e trabalha sem gravar os dados do usuário, sem propagandas e sabe que a última coisa que uma criança pequena sair do app para entrar no Facebook.

O ipadfamilia está de olho

O ipadfamilia está de olho

Então, se estiver na dúvida sobre baixar um game pros pequenos, pergunte sobre o app para amigos, leia os reviews na própria página de download do jogo, ou mande um e-mail pra gente. Também é legal ativar as restrições que o próprio iPad oferece. Assim, você é quem decide se a criançada pode acessar links externos, fazer compras etc.

Enquanto ainda tiver desenvolvedor querendo ganhar dinheiro desse jeito lamentável, a gente precisa ter atenção no que os filhos estão fazendo. E falar com eles sobre não aceitar presentes de estranhos – seja na porta da escola ou na telinha do iPad.

 

7 Comments

  1. ipadfamilia » 5 coisas essenciais a fazer antes de dar um iPhone/iPad a uma criança
    27/10/2017

    […] vidas e melhorias dentro dos aplicativos. O modelo econômico que mais se usa na App Store é o Freemium, o app grátis que faz você comprar milhares de itens dentro do próprio app, e isso gera surpresas quando chega a fatura do seu cartão. Se for o caso de fazer um upgrade ou […]

    Reply
  2. ipadfamilia » Tutorial: como dar um app de presente
    06/10/2015

    […] para não transformar o presente em mico: prefira apps que não oferecem compras internas – senão, esse desembolso vai ficar para os pais do presenteado! Para crianças, escolha apps […]

    Reply
  3. ipadfamilia » Tempo de tela para as crianças: quantidade x qualidade
    17/11/2014

    […] • o app dá acesso desbloqueado a redes sociais, publicidade ou compras internas? […]

    Reply
  4. ipadfamilia » Kids Discover Space: o iPad vira nave espacial
    23/09/2014

    […] que não tem data de validade e empolga crianças de várias idades por muitos anos. Além disso, nada de compras internas – você não vai ter a surpresa de baixar um app grátis e descobrir que precisa pagar para […]

    Reply
  5. ipadfamilia » Férias com o iPad: pequeno guia de uso
    03/07/2014

    […] lembre-se das medidas de segurança: coloque o iPad em “Modo Avião”, ou, pelo menos, ative as restrições de uso. Assim, você evita que os pequenos acessem redes sociais ou façam compras internas nos apps sem […]

    Reply
  6. iPad Família » Do iPad para a rua: Guia de Brincadeiras Crescer
    10/04/2014

    […] adicionar à lista de favoritos, compartilhar por e-mail ou redes sociais. Não há ferramenta de bloqueio para o compartilhamento, mas a minha impressão é de que o uso desse app deve ser feito mais pelos pais do que por […]

    Reply
  7. iPad Família » 1,2,3 Kids Fun Games: brincando de Inglês no iPad
    09/04/2014

    […] (comprar todos ou alguns dos jogos bloqueados), é preciso pagar para remover propaganda interna. Acho que não é legal liberar propaganda em app infantil. Não seria melhor ter uma versão grátis só com 2 joguinhos mas sem […]

    Reply

Leave a Reply